Esqueça Algoritmo: Construa Seu Público-Alvo raiz e Faça Acontecer

Esqueça Algoritmo Google, Face, Instagram etc.: Seu Público-alvo Pelo Método Raiz, Nutela e Saiba Repelir Aquele Que Não Compra!…

 

Primeiro vamos entender o que é Público-alvo para as empresas: grupo de consumidores ou de organizações com comportamentos comuns.  Esses pontos semelhantes identificam as necessidades e disposição de adquirir o Produto/Serviço que a Pessoa/Empresa tem a oferecer.

 

Algoritmo do Google, do Facebook, do Instagram etc., segundo as definições para a Informática é o “conjunto das regras e procedimentos lógicos perfeitamente definidos que levam à solução de um problema em um número finito de etapas.”

 

Bem, dito isto, basta o anúncio pago do Google ou Facebook para alavancar as Vendas, certo ou errado?…

 

Do cenário acima, decorre a necessidade de especifica os Público-alvo em público raiz, público nutela e público que a pessoa deve repelir.  O raiz refere-se a melhor público é aquele que realmente compra; o nutela pode ou não comprar e pode se tonar raiz e há aquele que a pessoa deve rejeitar, face a perda de tempo e dinheiro que perderia se insistisse em conquistar tais clientes.

 

Dos conceitos supra, os empreendedores entendem que se sua publicação estiver sendo visualizada pelos usuários das Medias Sociais ou dos Grandes Apps, como Google, isso é mais do que suficiente para o Sucesso do Marketing ou da respectiva empresa, ou seja, para acontecer as Vendas, o que é uma verdade relativa.

 

Sim, é verdade relativa porque desses anúncios advém muitos tipo de clientes, sendo a quase totalidade dos pretendentes/clientes nutela e até mesmo público rejeitável.

 

Dessa forma, se faz necessário um conteúdo forte e atraente para selecionar o público-alvo para seu negócio.  Exemplo, se a pessoa vende algo no segmento de churrasco, não pode oferecer para vegano/vegetariano (público rejeitável para churrasco), pois dificilmente ele compraria e esse empreendedor certamente estaria perdendo tempo (tempo é vida) e dinheiro, além da frustação que é um dos obstáculos desestimuladores para muitos empresários seguirem em frente.

 

Em se falando de Produtos/Serviços digitais ou de Produtos/Serviços cujas vendas sejam digitais, onde tudo é volátil e muito dinâmico, a tendência é acharmos que quanto mais pessoas alcançarmos via internet, o sucesso ou venda estará garantido. O que não é verdade.

 

Como dissemos, há um público contrário às premissas do produto que deve ser rejeitado (vender churrasco para vegetariano); quanto ao público nutela é alcançado com anúncios pagos, ele raramente compra (deve ser bem trabalhado), o que torna o nutela um público caro; restando o público raiz, que merece sua especial atenção, pois ele compra de montão… Basta o vendedor tirar o pedido!

 

Os empreendedores digitais devem atentar para construir um público alinhado ao seu Produto/Serviço, de nada adianta ter 10, 20, 50 0u 100 mil e até milhões de seguidores, se esse seguidores não tiverem necessidade ou comportamentos comuns capazes de influenciarem a aquisição do seu Produto/Serviço (confira: https://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Mundo-digital/noticia/2019/05/influenciadora-com-26-milhoes-de-fas-falha-ao-tentar-vender-36-camisetas-e-usuarios-dao-uma-licao-de-negocios.html).

 

Independente de outros erros apontado como responsável pela frustração da Campanha de vendas, ficou comprovado que a quantidade de seguidores, de longe é o mais importante para bons resultados de Vendas.

 

Assim, existem algumas estratégias, sendo a estratégia-raiz, que busca construir e especificar o público-alvo, sendo aquele que tem real interesse no Produto/Serviço.

 

Relevante destacar que o empreendedor dever até mesmo testar o Serviço/Produto perante um pequeno público, para depois estender para um público considerável e assim, uma vez conhecendo o consumidor que adquire aquele Serviço/Produto, saberá exatamente o público-alvo a ser considerado pala sua Campanha.

 

A pessoa deve construir seu público de maneira orgânica ou paga, mas deve atentar para especificar seu público e começar por uma abrangência geográfica ou populacional pequena, em especial as pequenas empresas ou empreendedores aspirantes, que lidam com pouquíssimo ou nenhum recurso financeiro.

 

Dessa forma o método-raiz, de tentativa e erro, como aquele que constrói um público alinhado ao Produto/Serviço, regra de ouro que traz resultado efetivo, especialmente, quando começado por uma pequena parte e aumentado para um grande público com necessidades e comportamentos comuns e alimentado por técnicas e interação via Email, plataforma e Media, produzirá grandes resultados. Dica extra: o público raiz vai seguir sua audiência mesmo através de textos ou vídeos longos e vão fidelizar seu Produto/Serviço, assim como um torcedor de futebol assiste o jogo do respectivo time; para os torcedores não importa apenas o momento do gol, igualmente ocorre com o público raiz, a ele interessa saber tudo e acompanha o passo a passo e fala para outras pessoas do Produto/Serviço e o empreendedor consolida com graça seu empreendimento.

 

Severino Mamede

Advogado e Consultor

Abrir chat
Precisa de ajuda?